História, Dicas e curiosidades da Clarinete
17/10/2013 às 12h21min
A história do clarinete na primeira metade do séc. XVII traduz-se numa verdadeira luta pela sobrevivência daflauta doce e pela sua integração plena na paleta sonora da orquestra. ''Inventado'' à volta de 1700 por JohannChristoph Denner, e seu filho Jacob, fabricante de instrumentos de sopro em Nuremberg partindo da idéia deaperfeiçoar a flauta doce.A flauta doce é um instrumento praticamente sem dinâmica, ou seja, não consegue tocar forte nem com poucovolume. Denner pensava que se ele resolvesse esse problema, as pessoas iriam continuar a gostar da flautadoce. O fabricante pegou uma palheta de bambu, cortou a parte da frente do "bico" de uma flauta doce ecolocou a palheta sobre o corte. Assim era inventado o chalumeau, que fornecia a dinâmica que Denner queriae já apresentava um som muito semelhante ao do clarinete. O público impressionou-se com o novo instrumentoe, para frustração de Denner, a flauta doce decaiu ainda mais por causa do chalumeau, sua própria invenção,pois era considerado um instrumento completamente diferente, conhecido como chalumeau ou charamela
 As imperfeições sonoras dos primeiros clarinetes demasiadas estridentes no registro médio/agudo e sem vigor ou clareza de afinação no registro grave (que tem precisamente o nome de
chalumeau 
), comprometeram deinício a sua aceitação por parte dos músicos. Era declaradamente inferior ao oboé e à flauta seuscontemporâneos no que concerne ao timbre, afinação e agilidade. Somente em meados do século XVIII, noseio da reputada orquestra de Mannheim, o clarinete irá ver concretizadas as suas possibilidades como
 
instrumento de grande expressividade - ainda assim, o seu uso era inicialmente especificado apenas comoalternativo ao oboé ou à flauta. No espaço de algumas décadas, as transformações efetuadas no clarinete(entre as quais o alongamento da campânula e a adição de três chaves as duas pré-existentes) fizeram dele oinstrumento que servia idealmente o tipo de sonoridade procurada pela orquestra de Mannheim, cuja famadecorre da exploração das gradações tímbricas e expressivas de maneira inaudita. Construído com diversasafinações, e escolhido em função das resultantes diferenças de timbre e da tonalidade da obra a executar, por razões de facilidade de dedilhação, o clarinete começa a ser usado pelas suas capacidades líricas (deassinalar a sua utilização nos andamentos lentos das sinfonias) e não apenas pelo caráter brilhante do seuregistro médio (registro de
clarinete
, que também já recebeu a designação de
clarino
). A sua principal virtudereside no controle da dinâmica que lhe permite a obtenção, mais do que qualquer outro instrumento de sopro,de uma suavidade sonora, de qualidade eminentemente vocal, capaz das
nuances
mais subtis. Terá sido o que impressionou Mozart na visita que efetuou a Mannheim em 1778. Doisanos mais tarde, a partitura de
Idomeneo
incluiu nada menos do que quatro clarinetes, em Lá, Sib, Si e Dó, deapenas três chaves e desde aí, Mozart utiliza o instrumento intensivamente nas suas óperas, assegurando-lhe
+ Novidades
 
 
HOME   NOVIDADES
A ESCOLA
  MULTIMÍDIA
CURSOS
  MATRICULE-SE
ESTÚDIO
   REGULAMENTO
FALE CONOSCO   CALENDÁRIO ESCOLAR
NOME:
EMAIL:
 
Copyright © 2011 www.escolademusica.com.br All Rights Reserved.
Desenvolvimento e Hospedagem de Sites e Sistemas