História, Dicas e Curiosidades do Violão
03/10/2013 às 18h23min

O violão, também conhecido como guitarra clássica (por isso em inglês chamam de ‘guitar’), é um instrumento musical acústico com cordas de nylon, concebida inicialmente para a interpretação de peças de música clássica. O corpo é oco e pode ser feito de várias madeiras diferentes. O braço possui trastes que a tornam um instrumento temperado. As versões mais comuns possuem seis cordas de nylon, mas há violões com outras configurações, como o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas.

A sua configuração moderna e desenho foram confeccionados na Espanha. Presente hoje em quase todos os géneros musicais populares, sua abrangência só se compara à do piano. Ao longo do tempo este instrumento sofreu grandes evoluções e, hoje em dia, possui uma grande variedade de formatos e tamanhos, cada qual mais apropriado a um estilo de execução. Entre os que mais utilizam a guitarra clássica estão: a MPB, o fado, a música sertaneja do Brasil, o choro, a bossa nova, o flamenco e a música clássica.

Mesmo originando-se de um equívoco, o nome violão hoje faz parte do vocabulário de todos os brasileiros e designa de forma inequívoca a guitarra clássica. Muitos compositores e estudiosos tentaram, sem sucesso, fazer com que o termo guitarra voltasse a ser utilizado no Brasil para unificar a nomenclatura a todas as outras línguas. Apenas no século XX o nome guitarra retornou ao vocabulário corrente dos brasileiros, mas apenas para designar a versão eletrificada.

Instrumento de música popular:

Como é fácil de transportar, é comum ver grupos de pessoas reunidas em torno de um violão em festas, bares, praias, estádios, estações de trem ou outros locais ou situações em que as pessoas se agrupam. A execução puramente harmônica para o acompanhamento do canto é facilmente dominada e as revistas com cifras dos sucessos musicais do momento são facilmente encontráveis em qualquer banca de jornais. Poucos instrumentos são tão presentes no cotidiano, executados por músicos amadores e profissionais.

Caracteríticas:

O violão possui diversas características em comum com todas as outras guitarras. A principal diferença em relação às outras é o fato de usar cordas de nylon, a cabeça possuir carrilhões em vez de cravelhas, o braço é mais largo e em relação aos tipos de madeiras usadas. A guitarra clássica pode ser eletrificada mediante o uso de microfones externos ou colocados junto às cordas.

A cabeça é geralmente feita da mesma madeira do braço e em alguns casos é entalhada no mesmo bloco de madeira. É fixada na extremidade do braço formando um pequeno ângulo para facilitar o posicionamento das cordas sobre a pestana (feita de osso ou plástico). Os carrilhões dos instrumentos modernos são feitos de aço com abas de plástico, osso ou madrepérola. Na maior parte das guitarras acústicas há três carrilhões de cada lado da cabeça.

O braço do violão é mais largo que o de outras guitarras acústicas, como por exemplo, a guitarra folk. É composto basicamente de uma barra maciça e rígida de madeira fixada ao corpo. Madeiras de grande resistência à tração são preferíveis, as mais usadas são o mogno e o cedro.

Feita de uma madeira diferente do resto do braço, como ébano, a escala é montada sobre o braço para fixar os trastes e servir de apoio aos dedos do executante. Os violões modernos são construídos com os trastes posicionados para proporcionar intervalos iguais em todos os semitons (temperamento igual). Em geral, a parte livre do braço é mais curta que nos instrumentos elétricos, com doze trastes da pestana até a junção com o corpo.

Em todos os tipos de violão o corpo tem as funções de caixa de ressonância e de fixação das cordas. A combinação de madeiras utilizadas não é meramente decorativa. Cada madeira é escolhida devido às suas características físicas, tais como flexibilidade, resistência à tração e absorção de umidade. As características combinadas de cada madeira permitem construir instrumentos com a sonoridade desejada, bem como garantem que o instrumento terá afinação e timbre estáveis em condições diferentes de temperatura, umidade e tensão das cordas.

As cordas mais finas, usadas para as notas mais agudas, são constituídas de um fio único. As mais grossas, na verdade são cabos constituídos de uma alma de aço envolta por uma espiral de um fio mais fino feito de nylon ou bronze. Esta construção permite maior resistência à tração, maior estabilidade de afinação e maior flexibilidade do que seria possível caso se usassem fios de cobre também nas cordas mais grossas.

Violão e mulher:

Devido ao formato característico do corpo do violão, costuma-se dizer que ele tem as mesmas proporções de um corpo feminino. Por analogia também diz-se de mulheres que têm a cintura acentuada, que têm um “corpo de violão”.

+ Novidades
 
 
HOME   NOVIDADES
A ESCOLA
  MULTIMÍDIA
CURSOS
  MATRICULE-SE
ESTÚDIO
   REGULAMENTO
FALE CONOSCO   CALENDÁRIO ESCOLAR
NOME:
EMAIL:
 
Copyright © 2011 www.escolademusica.com.br All Rights Reserved.
Desenvolvimento e Hospedagem de Sites e Sistemas